segunda-feira, 20 de julho de 2009

Abaixo-assinado pelo corneteiro!

Na tentativa de imterromper definitivamente o ataque desses "artistas" rançosos e preconceituosos contra o Corneteiro de Pirajá, uma moradora de Ipanema, admiradora da escultura e amante das artes, criou um movimento popular na web: Um abaixo-assinado que servirá como a corneta que vai tocar "avante degolando o inimigo".

http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/4718

Quem não assinou ainda, peço que o faça, e indique para seus contatos e amigos.
Obrigado
Ique.

Ps. Mais detalhes sobre o fato, no post abaixo e nos comentários.

41 comentários:

  1. Esse pessoal que quer acabar com o pouco da cultura e da memória (que este País não tem), deveria, sim, se voltar contra aquele "Pirulito" do César Maia, lá no Leblon, que não serve pra nada, com uma passarela pra lugar nenhum. Aquilo, sim é que deveria ser destruído! Dinheiro do povo gasto e embolsado sem retorno!
    Você Ique, que contribui com um pequeno pedaço da história do nosso país, com o seu admirável trabalho e que nem carioca é, que se preocupou em imprimir ao povo do Rio de Janeiro, um pouco de cultura, com bom humor e muito bom gosto, merece todo o nosso apoio! QUE PERMANEÇA O CORNETEIRO HERÓI!!!

    ResponderExcluir
  2. Ique duas questões;
    Uma é se podemos colocar a imagem do corneteiro no nosso twitter e a outra é que do jeito que você escreveu sobre a imagem não dá para RT pois ultrapassa os 140 caracteres. Vou diminuir por conta própria, OK?

    ResponderExcluir
  3. Lorena,
    Claro que pode usar a imagem dele. Ele é nosso! Diminua da maneira que achar melhor. Passando o recado é o que vale.
    Obrigado
    Beijos
    Ique

    ResponderExcluir
  4. Ique,
    Acompanho teu trabalho desde a década de 80 e tu sabes disso. A cada novo trabalho desenvolvido por ti imagino que assim como eu, os demais cartunistas se deleitam com as tuas aulas de arte no sentido mais denotativo possível. E para àqueles que não entendem muito de arte, no mínimo aprendem história, adquire conhecimentos gerais e estética em função das tuas charges.
    Não tenho o menor pudor em falar da minha ignorância em relação à história do Corneteiro de Pirajá, anteriormente à tua escultura. E imagino que como eu, muitas outras pessoas, dos mais variados níveis culturais, passaram a conhecer esse fato histórico devido à tua intervenção artística. Ali, você com a sensibilidade de sempre, conseguiu fundir não apenas o bronze, mas elementos como: estética, domínio técnico, harmonia, arte, história e uma série de outros valores. Que ao meu ver, já seriam argumentos suficientes pra que "pseudo-intelectual das artes", avaliassem com um olhar diferenciado e tivessem ao menos respeito.
    Hoje, no campo artístico uma corrente que não tem a menor afinidade com materiais e aparentam algumas deficiências na parte técnica, vão para o campo da subjetividade e da filosofia e se denominan "homo ludens" - como se apenas eles tivessem o dom de pensar ou emitir opiniões, sobre trabalhos que sequer os mesmos teriam o mínimo de competência para desenvolvê-los -, se acham os deuses. São "ótimos" na verborragia e defendem apenas os artistas que estão no circuito museológico ou são figurinhas fáceis no MoMA. Para eles, por mais que o trabalho seja uma porcaria, eles sempre terão uma "defesa" na ponta da língua para àquele artista.
    Outra parte dos artistas, se enquadram no perfil "homo faber", são àqueles que como tu, dominam as técnicas e colocam a "mão na massa", além de dominar a propriedade dàquilo que desenvolvem.
    O grande problema é que àqueles que se julgam "homo ludens" defendem que mais importante do que a obra propriamente dita é a defesa filosófica da mesma. São os mesmos que se utilizam de materiais prontos ou pedem para os "homo fabers" desenvolverem as obras, para que sejam dispostas em um museu e então vão lá e assinam como se tivessem desenvolvido todo o trabalho.
    Infelizmente, vejo na ação dessa comissão em relação ao Ique, uma manifestação explícita de vaidade, pré-conceito e falta de respeito. Se o Corneteiro de Pirajá tivesse sido feito por um desses artistas do circuito museológico, será que a comissão teria a mesma opinião?
    Até hipocrisia tem limites.

    Força e perseverança Ique.
    Abraço
    Mattias

    ResponderExcluir
  5. Dá-lhe Ique! Não lhe conheço pessoalmente, mas desde criança admiro o teu trabalho nos veículos de comunicação! Já assinei o abaixo-assinado, pra cima deles!
    Abs,

    Antônio

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Antônio! Vamos salvar o corneteiro!
    Abs!
    Ique

    ResponderExcluir
  7. Mattias,
    Seu texto, e sua colocação são absolutamente irretocáveis. Eu acho que não conseguiria me expressar tão bem, até pelo envolvimento emocional com a história. Agradeço muito sua ajuda nesse momento. Tenho indicado seu blog no twitter pra que vejam a marca maravilhosa que criou para o movimento do corneteiro.
    Forte abraço e um grande beijo pra Victória!
    Ique

    ResponderExcluir
  8. CARO IQUE, VAMOS USAR A IMAGINAÇÃO E ARRANJAR ALGUM TRABALHO PARA ESSE PESSOAL CHEIO DE PRECONCEITOS. QUEM É ATIVO NA ÁREA DE CULTURA TEM POR OBRIGAÇÃO DE AUMENTAR A CULTURA DESSE POVO E NÃO RETIRAR AS POUCAS COISAS QUE A POPULAÇÃO TEM.
    VAI TRABALHAR VAGABUNDO, VAI TRABALHAR CRIATURA... LEMBRA DO CHICO?
    CESAR PINHO

    ResponderExcluir
  9. A inveja mata!gostaria de ver se essas pessoas rancorosas e de mal com a vida fariam esculturas de qualidade e interessantes como o Corneteiro e tambem obras como Romero Brito,sucesso internacional e cuja doaçao para ipanema provocou essa revoada de plumas.(o grupinho do parque laje e´conhecido por criticar e cortar outros artistas dos seus currais ,mas agora eles querem fazer isso tambem na cidade inteira?)como dizem...a inveja é irma do fracasso!parabens pelo Corneteiro_ipanema agradeçe!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. "A Triste despedida de um Corneteiro”
    Olá Ique!
    Aqui quem fala é o Ray Costa.
    Estou publicando em meu blog uma matéria que saiu no jornal O GLOBO. Data de domingo de 19 de julho de 2009. Espero contribuir de alguma forma e expressar aqui minha opinião e o desejo de apoiar a permanência do "Corneteiro". Vamos erguer nossas cornetas juntas em uma só sinfonia ao respeito e consideração ao artista irmão.
    Estamos juntos amigo!
    Uma forte abraço

    ResponderExcluir
  12. O engraçado é que o mesmo artista que se dizia perseguido por questões ideológicas na ditadura militar a algumas décadas atrás, hoje toma atitudes em nada diferentes, no meio cultural, daqueles mesmos generais rançosos que o perseguiu.
    Força Ique.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  13. A postagem acima é minha, pois não consegui colocar URL para me identificar.

    Mauricio de Assis

    ResponderExcluir
  14. Amigo Cesar Pinho,
    Esses vagabundos não querem trabalhar nem produzir. O negócio deles é descontruir. Só assim o nome deles vem pra mídia. Não podemos deixar essa corja crescer e tomar conta.
    Obrigado peo voto no corneteiro.
    Forte abraço
    Ique

    ResponderExcluir
  15. Mauríco,
    O pior é isso. Como eu já havia imaginado, essa turma sentu na pele o pavor da repressão, preconceito e autoritarismo, mas pratica o mesmo no instante que tem uma nesga de poder. É a natureza do ser humano.
    Pena pra cidade do Rio que merece gente menhor pensando no bem estar da cidade.
    Obrigado pelo apoio.
    Abs
    Ique

    ResponderExcluir
  16. Senhor anônimo,
    A inveja desse grupinho do parque laje é conhecido há anos. Eles são os "professores" de uma geração inteira e nunca fizeram nada de concreto que os referendasse, mas estão aí dizendo o que é bom ou não. Paciência. Diminuir a minha arte eles não conseguirão.
    Obrigado pela força
    Ique

    ResponderExcluir
  17. virginia maria paiva29 de julho de 2009 07:27

    O Ego é imenso, não, sr. Ique? Bom cartunista que é, não precisava se sujar chamando de ineficazes artistas plásticos que formaram gente que faz nosso nome no exterior: Beatriz Milhazes lhe diz alguma coisa?
    Por que nãoir aos debates e discutir seus pontos de vista? Medo de expor sua ignorância em relação 'a história da arte? Para um hospital, médicos e enfermeiros; para uma ponte, engenheiro; pra monumentos que marcarão a cidade, artistas plásticos-que os temos bons e são muitos!

    ResponderExcluir
  18. Sou ignorante...
    O que são artistas plásticos? Àqueles que se sujeitam à ditadura imposta hoje pelas academias e seus representantes, que querem fazer com que o conceito seja mais importante que a obra?
    Se para os artistas contemporâneos, o conceito se sobrepõe à obra,por qual motivo essa classe de "artistas-plásticos" não fazem como Joseph Kosuth, só que ao invés da foto, o dono da obra ficaria ali sentado, com um crachá enorme escrito: "SOU MELHOR, SOU ARTISTA PLÁSTICO". No final do dia, pegariam suas cadeiras e iriam felizes para casa. Com a sensação de ter feito arte.
    Ique, provavelmente eles adorariam fazer um ready-made do corneteiro.
    Tenta fazer uma série de outros menores e vender para os "artistas".
    Tenho certeza absoluta, que os mesmos que hoje criticam a escultura do corneteiro, caso surgisse um novo Cosmo de Médici e pagasse milhões pelo "Corneteiro de Pirajá", estariam pedindo para que você fizesse uma exposição individual em seus redutos, como: MAM, Parque Lage, UFRJ. E com certeza iriam vestidos de corneteiros.
    Fazer política é mais fácil do que esculpir.

    Abraço Ique

    ResponderExcluir
  19. Ique, o Maurício (que é um grande amigo) ficou sabendo do fato, leu a matéria e está auxiliando na divulgação do acontencido. Ele postou aqui nesse mesmo post e no orkut ele recebeu um scrap bastante inusitado (pelo menos ao meu ver). Aqui está parte do texto:
    "Pq ele não apareceu no debate no Parque Lage, se ele está tão revoltado? Ficar debatendo e atacando por blog é fácil. 90% das esculturas nas ruas da cidade são figurativas referentes a eventos históricos ou ícones populares. O que estamos pedindo é espaço para outras coisas. Os artistas dessa comissão, todos relevantes, são todos excluidos da paisagem carioca. Pq o Ique é um cartunista importante mas, como artista, é completamente irrelevante. E ele tem espaço. Por favor..."
    Está explicado. Risos
    Abraço
    Mattias

    ResponderExcluir
  20. Sabe, eu nem tinha nada contra o corneteiro, nem sabia da história mas depois de ler um texto tão cheio de falhas, de alguém que se mostra claramente ignorante com relação a própria história da arte no país...me decepciono porque você, ique, não é um artista e nunca chegará aos pés dos artistas que criticou. Sabe porque eu digo isso? Porque eu(e nem vc, tenho certeza) não moraria num prédio que não fosse projetado por um engenheiro...você está chateado porque no fundo sabe que eles estão certos...mas é isso...você quer seus 15 minutos de fama...só está sendo conhecido por causa dessa polêmica...porque seu corneteiro nunca teve qualquer relevância...jogada de mestre, hein?

    ResponderExcluir
  21. Pelo amor de Deus! Isso é piada!
    Só no Jornal do Brasil esse rapaz aí tem apenas (20anos) de carreira!
    Conhece o pais e sua alma por centímetro quadrado!
    Detalhe meu jovem anônimo!
    Ele não esconde sua identidade! Coloca o rosto pra bater! Lembrando..(20 anos)!
    Respeito é bom e nunca é demais!
    É molé não!
    Ique , estamos com você!
    Um forte abraço meu querido!

    ResponderExcluir
  22. É amigo Ray,
    Eles são covardes. Na verdade nem merecem resposta. Se são anônimos não existem. Eu acho muito bom que eles venham todos agora aqui pro meu blog pra deixarem registrado toda sua prepotência, truculência, intransigência, inveja e desrespeito com a arte.
    Eles é que estão aproveitando seus 5 minutos na mídia. Se não for dessa maneira, nunca mais. Rosnem cãs raivosos.
    Obrigado pela defesa e companhia nessa batalha do corneteiro.

    ResponderExcluir
  23. Senhora virginia maria paiva,
    Tenho visto nessa polêmica que o ego é realmente muito grande, como disse em seu comentário acima. Eu não me sujei chamando ninguém de ineficaz. Chamei de vagabundos. Fui duramente agredido, junto com meu trabalho e minha arte numa matéria perniciosa que sequer ouviu minha opinião. Se els querem mais democracia e critério na escolha das obras que vão povoar a cidade, porque me agredir, agredir minha forma de arte e minha história? Eu não tenho sangue de barata e não vou me calar diante da opressão e da tentativa de me inimidar por essa panelinha invejosa. Que cobrem dos políticos e arrumem argumentos que não sejam tiros em seus prórpios pés. Porque não me parece combinar muito com artistas "relevantes" esse tipo de comportamento. Atacar minha obra e minha história me excluindo como se meus 30 anos de vida de pura arte fosse uma balela. Vai trabalhar vagabundo!
    Se eles formaram Beatriz Milhazes, mérito dela, somente.
    Aquilo que você chamou de debate, era simplesmente um covil de hienas histéricas preparadas pra me escarnear. Depois de todo o movimento da corja, eu não cairia numa armadilha dessas.
    A arrogância de vocês é uma coisa espantosa. Você conhece minha formação? Ou acha que porque sou um cartunista e humorista eu não tive formação alguma. Preconceito! Ignorância! Onopotência! É só o que parte de vocês.
    Quando isso for um debate sério, que traga algo de realmente proveitoso para as artes e para a cidade que eu amo, estarei presente, pode ter certeza. E lá estarão também quem pensa como eu.
    Por enquanto, ladrem, enquanto a caravana passa!

    ResponderExcluir
  24. virginia maria paiva29 de julho de 2009 23:46

    Caro Ique,
    Continuo admirando-o como execelente cartunista e chargista. Sempre esperei o jornal , pois sabia que alguma coisa viria de pertinente, sagaz, e muito bem desenhada. Admiro o seu talento.
    Mas o Parque Lage, os curadores, os professores, desculpe discordar , não são hienas histéricas. Nem gente ressentida.
    Já me informei, através de seu blog, de sua formação.
    Ique, a briga não é contra o Corneteiro, ele é só mais um dos que passaram sem curadoria no Governo Cesar Maia; ninguém está brigando diretamente contra vc. e seu corneteiro(apesar de eu - Virginia - não gostar e de pensar que quase quebrei o fêmur, distraída que estava, com ele).
    A briga é contra tudo o que estão fazendo contra a minha e a sua cidade: não é possível que você não tenha pesadelos com o Getulhão...
    Não seria possível juntar nossas forças para que a nossa cidade, que amamos, ficasse melhorzinha?
    Sem rancor e aguardando uma resposta,
    sua
    Virginia

    ResponderExcluir
  25. Sr Mattias, faça o favor de não ficar me citando sem a minha devida autorização. O comentário no orkut no Maurício é meu. Eu e ele divergimos sobre o assunto e conseguimos manter um diálogo aberto sobre ele. Faça o favor de não alimentar qualquer animosidade onde ela simplesmente não existe. Eu estou lendo isso daqui pois sou aluna do João Magalhães a mais de quatro anos e devo muito, muito mesmo, de qualquer exposição e venda que eu faço a ele.

    Eu realmente não queria entrar neste debate, mas cá estou. O "ataque" não foi ao Ique, pessoalmente, mas a sua obra. E não por qualquer motivo, mas pelo fato de que ela está no meio da rua. Acho que as pessoas tem direito as suas opiniões sobre qualquer trabalho, ainda mais um com quem elas tem que conviver quando andam pela rua. Acho que todos nós devemos saber conviver com o fato de que pessoas eventualmente não vão gostar do nosso trabalho, e saber entender que críticas as obras não são ataques pessoais. Até pq quando tomamos as coisas como ataque pessoal, qualquer caminho que leve ao debate se atravanca com sentimentalismo.

    Acho de certa forma cômico este debate, uma vez que tudo acaba virando um "nós X eles". Como se nós da EAV passasemos dias e noites contemplando novas formas de controlar o panorama da arte contemporânea. Vagabundos? Todos trabalhamos muito, obrigado. O "tal de Magalhães", faz pouco tempo, teve uma individual no MAM. Não existe inveja, eu posso te garantir.

    Enquanto este debate ficar no nósXeles, ele não vai ser útil. Vai ser só mais uma picuinha mesquinha. E ninguém ganha nada com isso.


    Julia Debasse

    ResponderExcluir
  26. Grande Ique,

    J[a está assinado.
    A arte tem que ser respeitada.

    ResponderExcluir
  27. Ique, estou redigindo um texto sobre o fato para que seja publicado no www.brazilcartoon.com e gostaria de te enviar algumas perguntas sobre o ocorrido, para que outros cartunistas possam emitir as suas opiniões.

    Se o fato de ser aluno ou ter dívida de gratidão fosse argumento plausível - sou aluno do Ique e de outros cartunistas desde 1984 e até hoje aprendo com charges, cartuns, caricaturas e ilustrações (das formas mais variadas).
    Quanto às obras no meio das ruas? Temos aos montes, aqui ou em qualquer lugar do mundo. Mas pelo visto, o "Corneteiro de Pirajá" se tornou mais perceptível aos olhos dos críticos de artes. Isso é muito bom, diga-se de passagem.
    Em relação ao MAM, qual o mérito de expor em um espaço voltado para "tchurma"?
    Eu não sou ninguém mesmo, mas graças às leituras dos trabalhos do Ique e de outros cartunistas (renomados ou não), pude expor no MNBA/RJ, no Casino de Knokke (ao ao lado dos afrescos de Magritte) e em tantos outros lugares. Mas e daí? Que diferença isso faz? É no mínimo questionável um intelectual encerrar uma entrevista dizendo que se sente envergonhado em passar pelas esquinas da Visconde de Pirajá com a Garcia D'Ávila, devido à presença da escultura. Se o "Sabe-tudo" das artes se considera um Deus, não custa nada lembrá-lo que os seres divinos são onipresentes, basta querer estar em outro lugar para não sentir vergonha.
    Vamos em frente Ique!
    Abraço

    ResponderExcluir
  28. Concordo com minha colega pintora Julia Debasse: picuinha;
    E digo mais: está virando paranóia do autor de uma estátua.
    Discordo dos que vituperam sobre as hienas e os vagabundos do Parque Lage: todos os professores são contratados pelo estado(não recebem tão bem quanto o jovem Ique, que nem sabe, pois não viu, o que foi o período de repressão no Brasil). Todos trabalham também como artistas plásticos e nem têm tempo de ficar num blog discutindo com vocês; eu, como aposentada e insone me dava a esse "!luxo", mas estou vendo que são "palavras ao vento". Se há ressentimento, mania de perseguição e auto-promoção, aqui está, todos vocês que se auto-proclamam democratas mas não têm coragem de expor seus argumentos frágeis num debate. Pena.
    São vocês, tão jovens e já tão perdidos, que ficam . São trabalhadores(esconedem o que ganham) e são cheios de verdades. Têm , sim, sangue de barata , pois transformam debate em polêmica e depois se escondem num blog.
    Boa sorte, meus caros. Eu só vejo tudo isso com um grande desgosto e medo, muito medo, do futuro que vocês reservam para esta cidade e para a cidadania. Felizmente(para mim), não estarei mais aqui para ver uma vitória da ignorância e da barbárie. gente que trabalha com jornalismo e nem sabe escrever direito...
    Shame on you

    ResponderExcluir
  29. virginia maria paiva30 de julho de 2009 21:05

    P.S.Meu nome é Virginia Paiva, não consegui postar de outro jeito

    ResponderExcluir
  30. Virgínia,
    Em seu penúltimo post aqui em meu blog, você me parecia razoável, parecia que depois de passado o calor da discussão, queria um debate civilizado sobre o tema, o que me interessou muito.
    Mas, mais uma vez, talvez por falta de argumentos, defende seu ponto de vista me atacando, atacando minha obra, tentando me desqualificar o tempo todo.
    Relembrando o início dessa celeuma, eu estava em casa quando fui surpreendido com uma matéria que me atacava nominalmente, atacava também a minha obra.
    Sem o mesmo espaço pra me defender, usei meu blog pra responder a agressão.
    Eu não generalizei em momento algum. Disse que existe um grupo no parque lage que ao invés de reivindicar seu espaço por mérito ou trabalhar para isso apresentando projetos, resolveram me atacar como argumento para suas questões. Não coloquei a carapuça em ninguém.
    Como artista que sou, com mais de 30 anos de carreira vivendo de arte, sei que não sou unanimidade e que muitos não gostam do que eu faço. Paciência. Mas mereço o mínimo de respeito. Você mesma disse que não gosta do corneteiro porque tropeçou nele, que está na calçada. Tem gente que o defende justamente por isso, pela interatividade, que é fundamental pra arte. Gosto, não se discute.
    O que é inadmissível, é que esses "professores", que por acaso são também do parque lage, por decreto, me desqualifiquem e determinem que o que eu faço não é arte. É feio, é deselegante, é pequeno e não é comum a alma de artistas.
    O debate sério poderia estar acontecendo, e estou a disposição para fazê-lo, não sem antes de pararem de me agredir dessa maneira. Depois eu sou o paranóico! Que tal atacar o poder público que não tem uma política razoável para o tema, ao invés de ficar atacando colegas de profissão e de infortúnio?
    Você fala de democracia, fala que sou jovem demais pra te sofrido os horrores da repressão, mas faz de suas palavras uma arma preconceituosa, rançosa e letal. Tal qual no autoritarismo.
    Não da pra me desqualificar de maneira onipotente como estão tentando fazer.
    Isso está se transformando num caso de segregação nas artes. Cotas para figurativo, já que arte é só o que um determinado grupo faz. Fogueira para o resto.
    Enfim, isso exaure e não traz nenhum ganho pra artista nenhum e nem para a cidade do Rio de Janeiro, que precisa de cidadãos positivos e construtivos.
    Me tratem com o respeito que mereço, respeitem minha história, minha obra, e terão um aliado em nome da arte, que defendo sempre com unhas e dentes. Independentemente de serem figurativos, ou não.
    Já disse tudo que tinha pra dizer e chega de esticar essa vergonhosa e inútil discussão.
    Um abraço
    Ique

    ResponderExcluir
  31. cara virginia-esse pessoal que está reclamando do corneteiro nao fez a beatriz milhazes como voce na sua ignorancia pensa-eles apenas foram da mesma geraçao-apenas colegas entendeu?e,aposto,como pintora bem sucedida que ela é,a beatriz não perderia seu tempo tentando atacar uma escultura do ique por pura inveja!querida vai defender sua turminha em outro lugar vai.aqui nós amamos a ARTE e o ARTISTA IQUE!será que voce escreveu essas baboseiras para puxar o saco do professor e assim conseguir um pedacinho de parede na exposiçao de alunos?

    ResponderExcluir
  32. caro Ique voce reparou que é só o pessoal do parque lage que está criticando seu trabalho?até os alunos já aprenderam com os mestres a arte da inveja!essa panelinha está fervendo!e viva o corneteiro de ipanema!

    ResponderExcluir
  33. Mattias,
    Me envie as perguntas que quiser. Sei que elas serão para agregar coisas importantes a nossa arte. Estou a sua disposição.
    Agradeço muito sua deferência, seu carinho e respeito. Você emais uma meia dúzia de cartunistas, todos de uma geração muito criativa e batalhadora, são artistas premiados internacionalmente, mesmo sem o espaço que mereciam na grande imprensa nacional. Não o tiveram pela dificuldade natural que passa o setor, e nem por isso abaixaram as cabeças e desistiram de seus ideais. Foram cavar um mercado novo, e fizeram dele seu grande palco iluminado. Parabéns a todos vocês, jovens, meninos, pelo belo trabalho e pela dignidade. Vocês nunca foram vistos atacando nenhum colega ou trabalho de ninguém, pra conseguir e ocupar seus espaços.
    Sugiro não responderem mais a esses provocadores, que acabamos entrando na vibração deles, e no território onde eles estão acostumados a fazer suas vítimas.
    Parabéns.
    Forte abraço
    Ique

    ResponderExcluir
  34. Na verdade, eu não entendi qual é o ponto de vista da Virgínia. Notei que ela é a favor da retirada do Corneteiro, mas por qual motivo?

    ResponderExcluir
  35. É Carol,
    Não dá muito pra entender mesmo. É puro preconceito e defesa de um grupo que se acha mais artistas dos que os outros. É como se um dentista não pudesse ser um músico, compositor de sucesso, como o meu amigo Guinga. Deixemos pra lá.
    Obrigado pela sua defesa contundente aqui. Obrigado pelo carninho também, comigo e com minha peça querida.
    Um grande beijo
    Ique

    ResponderExcluir
  36. SALVE MESTRE IQUE, É UMA HONRA PODER PRESTIGIAR SEUS TRABALHOS
    SOU PINTO NOVO NO NINHO AINDA,RSRSS
    MAS QUERO QUE SAIBA QUE O SR É UMA DAS MINHAS PRINCIPAIS REFERENCIAS
    FIZ SEU LINK E TODOS OS DIAS ESTAREI POR AQUI AGORA QUE TE ACHEI,RSRSR
    VENHOBATER O CARTÃO TODO DIA
    UM GRANDE ABRAÇO DO ADMIRADOR
    F.Pontes

    "blog do Ique, acesse, veja e Fique!"

    ResponderExcluir
  37. Obrigado pelo comentário, grande Ique, fazem 2 semanas que eu não vou em ipanema, portanto nunca mais vi o corneteiro, ele continua lá né?

    ResponderExcluir
  38. Felipe,
    Claro que continua lá. Pra arrancá-lo só passando por cima de todos vocês que deram um suporte incrível. Obrigado.
    Ique

    ResponderExcluir
  39. F. Pontes,
    Seja bem vindo! Fico honrado em ser referência a mais um jovem de talento nesse nosso país.
    Forte abraço
    Ique

    ResponderExcluir
  40. Ique, peço a sua autorização para utilizar em publicação eletrõnica acadêmica, sem fins lucrativos, três fotos da sequencia postada em seu blog, mostrando o seu trabalho de criação e produção da estátua do Corneteiro. O artigo trata da defesa da permanência da obra em Ipanema, conta um pouco da batalha de pirajá e rebate o discurso que pretende desqualificar artísticamente a obra. Agradeço antecipadamente a sua colaboração. André Brown ( Cartunista e Prof. da Faculdade de Educação da UERJ)
    andre_brown@uol.com.br

    ResponderExcluir
  41. Li um pouco da questão sobre a sua escultura Ique, não sabia que além de suas belas artes tu tinha esse ofício de escultor, e pelo que vi muito show, parabéns e tu ainda é bom de bola, ganhou até um troféu e tu é canhoto, quem me disse foi o finado Edinho do antigo JB, não sei sen tu lembra de mim mas eu já te mostrei meus desenhos, mas tem muitos anos, 2000 ou 2001. Conhecia a galera da editoria de arte, Aliedo, Lula maluco, Liberati, Chiquinho etc... Abraços.

    ResponderExcluir