quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Vergonha nacional!

Depois de alguns anos sem fazer charges regularmente, hoje me senti impelido, forçado pela minha indignação e incredulidade com a covardia de alguns ministros do todo poderoso STF, que enfiaram a toga entre as pernas, e sairam ganindo pra vala comum dos picaretas que ajudaram a proteger.

O tribunal mais poderoso e importante do país optou por colocar sobre essa corja, o intocável manto da impunidade.

Essa instituição, fundamental para a manutenção da justiça e da ordem social no país, escolheu fazer história às avessas, privilegiando criminosos políticos comuns em detrimento do anseio da grande maioria da população por justiça.

Todos nós fomos roubados por esses bandidos do colarinho branco. Quantos morreram por falta de hospitais enquanto o dinheiro desviado financiava o uísque dos bandidos do caixa 2. Enfim, o prejuízo social produzido pela corrupção é incalculável. E hoje o Supremo garantiu que a política suja desse país vai poder continuar roubando sem medo, agora com jurisprudência. A manobra jurídica sempre lhes garantirá, no mínimo, a prescrição de suas penas. Como dizia meu pai já na década de 70: a polícia prende, e a justiça solta.

O problema é que o STF se esqueceu que o gigante acordou. Por isso, manifestações neles! A desobediência civil seria uma demonstração contundente de que o povo não vai mais aceitar esses desmandos impunemente.

Vamos reagir Brasil!

3 comentários:

  1. Celso de Mello foi claro: não votou favorável à pressão do povo. Mas calou quanto à pressão do PT. Vendido. Simples assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Beth. Quem é que julga esses supremos julgadores que se vendem?

      Excluir
  2. Grande Ique. Belo comentário, Pau neles. Abç.

    ResponderExcluir